‘’Traços Viajantes’’, a exposição virtual de Filipe Almeida, que está em cartaz aqui no site da agência, nos faz mergulhar nas águas profundas da cultura paraense e brasileira. Com traços carregados de representação e nostalgia, a obra de Filipe aguça a nossa percepção da realidade, nos levando ao mesmo tempo para perto e para longe de casa.

‘’Meu trabalho tenta dar conta do mundo. Não falo muito de mim. Falo do que vejo e na maneira como interpreto as coisas. Quero que as pessoas atentem à realidade que está ao redor. Das coisas simples e até medíocres, mas com um valor poético muito forte. Chamar atenção pro folclore, cultura, crença e até para o que as pessoas têm preconceito. Mostrar outras possibilidades de interpretar as histórias e o espaço’’. Assim Filipe explica o que move a sua arte.

As principais referências de Filipe são o naif brasileiro e a arte de rua. Nas ilustrações, Filipe reúne vários elementos, que normalmente são coletados em viagens, numa espécie de mapeamento iconográfico. A ilustração acima é uma das prediletas de Filipe, onde ele sintetiza a cultura do nordeste paraense, a partir de cidades como Bragança, Santarém Novo e Capanema.

Filipe começou a aperfeiçoar sua técnica depois que passou a cursar Publicidade e Propaganda na UFPA. Na faculdade, ele sentiu necessidade de sair do formato comercial e passou a explorar o mundo ao redor de forma artística e mais autoral.

‘’Acredito muito na potência espiritual e energética da imagem, na maneira que isso chega nas pessoas e na forma que se passa a mensagem. Essa energia está presente em tudo que faço’’, resume o artista.

Deixar uma resposta