A Galeria Virtual da Griffo inaugura uma nova fase. Além de fotografias, ela passa a abrigar outras manifestações das artes gráficas, mas sempre com o sotaque paraense. Nossa primeira incursão nessa área traz a arte de Otoniel Oliveira, ilustrador e quadrinista, que inaugura na nossa Galeria a exposição “Pretérito Mais Que Perfeito”. São gravuras que retratam 15 histórias ocorridas em décadas distintas, tendo como testemunha um banco da Praça da República, em Belém.

Otoniel começou a desenhar ainda criança. Na publicidade, onde iniciou  nos idos dos anos 2000, sempre incentivou o uso de ilustrações. O primeiro livro em quadrinhos, Belém Imaginária, foi publicado em 2004, depois dele vieram o Encantarias (2006), Brasil 1500 – Segredo de Estado (Novembro de 2011), Brasil 1500 – Volume 2 – Chegada ao Paraíso (junho de 2012), Brasil 1500 – Volume 3 – Caminho das Índias (2013). Agora, ele lança Pretérito Mais que Perfeito, escrito em parceria com Petronius Medeiros, com a participação de mais 10 ilustradores e que deu origem a nossa exposiçãoo virtual.

A falta de parâmetros visuais de identidade amazônica influenciou a vontade de Otoniel em retratar histórias com o cenário típico da nossa região. “Quando eu era pequeno, ficava assistindo animações e lendo os quadrinhos estadunidenses e percebi que conhecia muito mais Nova Iorque do que qualquer cidade brasileira. Conhecia detalhes de ruas e até de lixeiras de lá e não tinha nenhuma referência daqui. Eles tem uma propaganda cultural forte que vem através dos quadrinhos, animações e filmes que fazem”, constata o artista que acredita ter responsabilidade na construção de um conteúdo cultural mais nacional e local.

Otoniel integra o estúdio Iluminuras, especializado em produção de ilustrações, quadrinhos e conteúdos animados para TV e internet.

Dani-e-Otoniel “O grande objetivos do estúdio é que a gente se veja: “As Icamiabas”(animação que retrata heroínas indígenas), por exemplo, se passa numa cidade amazônica que tem características daqui e das outras cidades da Amazônia. A ideia é que a gente se veja nesses produtos da mesma forma que a gente vê os Estados Unidos nos produtos culturais deles”, reiterou o ilustrador de  “As Icamiabas, uma produção realizada 100% no Pará, que ganhou as telas da TV Cultura e proporcionou o reconhecimento profissional ao autor.

Além de escrever, desenhar e animar as próprias histórias, Otoniel tem vasta experiência na produção de storyboard para filmes e animações de outros autores. Dividindo o tempo entre o estúdio e as aulas na universidade, o artista ainda mantém o projeto dos quadrinhos. “A meta é lançar, pelo menos, um quadrinho a cada dois anos”, garantiu Otoniel, que foi escolhido pela Griffo para ilustrar a capa do caderno tipo moleskine, brinde de fim de ano da empresa para seus clientes e colaboradores.

“É muito legal ver que a Griffo reconhece a ilustração como uma linguagem possível, e melhor, a ilustração que é produzida aqui. Estou muito contente em participar dessa exposição, que também  acho vai  abrir portas para outros ilustradores , de outros  estilos. É muito legal a gente ter isso aqui em Belém”, finalizou.

A exposição Pretérito Mais Que Perfeito já está na nossa galeria. Visite. E se encante.

Texto: Danielle Filgueiras – Griffo Comunicação

Deixar uma resposta